Grupo Viagem

envie a um amigo envie sua dica imprimir

Especiais
Cruzeiros
Resorts
Super Aventuras
Verão
Aventura e Diversão
Internacionais
América Latina
África
Europa
Estados Unidos e Canadá
Austrália, Nova Zelândia e Ilhas do Pacífico
Nacionais
Norte
Nordeste
Sudeste
Centro Oeste
Sul
TV grupo viagem
Blogs
Blog do Viajante
Casal Tsunami
Critter Hunter
Japa Girl
Expedições Solitárias
No Tabuleiro da Bailandesa
Dicas e apoio
Boletim
Vistos e passaporte
Bagagens
Vacinas
Telefonia
Embaixadas e Consulados
Aeroportos
Rodoviárias
Dicionário
Fuso Horário Mundial
Quem somos
blog do viajante

Astoria. Uma atração que deveria ser turística

Por Bailandesa no dia 19/12/2009 às 09h25

Astoria AmsterdamTinha uma reunião de trabalho em Amsterdã. Desligo o laptop, corro pro trem, acho o tram (bonde) na confusão da Amsterdam Centraal e salto no Jordaan.  Passo em frente a estátua de Anne Frank, releio o endereço: Keizersgracht, 174-176. Sigo em frente, passo pelo Homomonument e vou descendo o famoso canal.

Na esquina com Leliegraacht, abro uma imponente porta e um mundo art-nouveau ou jugendstil descortina-se para os meus olhos. Olho pra todos os lados. Um lustre inacreditável ilumina a incrível escadaria. E  o anjo no mosaico da fachada não protege em nada a minha concentração. Ufa, entro no elevador e recobro, com esforço, o foco profissional. Ao entrar no escritório, um tanto quanto efusiva, elogio a beleza do edifício e após o café, as enfim, as coisas correm normalmente. Mas foi uma paixão à primeira visita.

O edifício de que falo é o Astoria, um monumento tombado pelo Het Bureau Monumenten & Archeologie (BMA), construído no início do século XX para ser a sede do Eerste Hollandsche Levensverzekerings Bank' (Primeiro Banco Holandes de Seguro de Vida). Este foi um dos primeiros edifícios de escritórios da capital holandesa e é um verdadeiro tributo ao estilo Art  Nouveau. O projeto é de autoria dos arquitetos H.H. Baanders en G. van Arkel e abrigou durante 15 anos a sede do Greenpeace.

Infelizmente, uma vez que abriga escritórios de várias organizações,o Astoria não é aberto ao público com uma atracão turística. Mas a sua fachada e o seu estilo já valem a visita. Sem falar que o prédio fica no mesmo quarteirão da Casa de Anne Frank.

 

Keizersgracht

Mesmo que você não tenha a sorte de ter uma reunião no Astoria, se você já está na Keizergracht, com certeza você não vai perder a viagem. Além do Homomonument, veja só um pouco do que você vai encontrar:

  • Het FOAM, Fotografie Museum Amsterdam,  O Museu de Fotografia de Amsterdã, Keizersgracht 609.
  • Het Huis met de hoofden (A Casa com 7 cabeças), Keizersgracht 123, datada de 1622: Uma elegante construção com sete cabeças que representam musas clássicas. O casarão é tombado pela Unesco.
  • Metz&Co, Keizersgracht 455: luxuosa loja de departamentos onde você pode fazer um lanche com visão panorâmica sobre os canais. Detalhe: o último andar foi projetado pelo famoso arquiteto Rietveld. O prédio data de 1891.
  • Museum Van Loon, Keizersgracht 672: um museu com um extraordinário jardim e um lugar para reviver os tempos de bonança que reinava nos canais de Amsterdã.

Imagens: tekstvanmook.nl. Agora preciso voltar  para tirar as minhas fotos!

sugira um post envie para um amigo topo

Teylers Museum. Um Museu Iluminado

Por Bailandesa no dia 11/12/2009 às 17h08

 

Quando se entra no Teylers Museum em Haarlem, sente-se como se estivesse em pleno século XVIII.  As grandes estantes de madeira, a iluminação exclusivamente natural e a atmosfera que nos aguardam atrás da pesada porta e da imponente entrada, nos remetem a um passado elegante e de muitas descobertas. Este foi o século do Iluminismo ou o Século das Luzes e este museu, o primeiro da Holanda, preserva tão bem esse ambiente, que parece que você vai se esbarrar a qualquer momento com Isaac Newton, Descartes ou outro célebre pensador.

Teylers

Salão Oval

Grande parte do acervo é dedicado à ciências. Lá você vai encontrar uma galeria de fósseis, uma coleção de instrumentos científicos coletados no período de 1784 a 1909 e uma completa exposição de minerais. Mas não termina por aí, pinturas e muitos desenhos fazem parte do acervo, incluindo obras de Michelangelo e Rembrandt.

 

Teylers2

Salão das pinturas

Na ala dedicada a instrumentos científicos, você se depara com uma estrutura imensa; é um gerador eletrotástico datado de 1784. Impossível não parar e imaginar como seriam as demonstrações científicas que aconteciam na casa de Pieter Teyler van der Hulst (1702-1778), também um iluminista, que deixou a sua fortuna para a disseminação do conhecimento. Os destaques de arquitetura e decoração ficam para a fachada da casa, o colossal hall de entrada e o salão oval onde estão expostos os minerais.

Teylers3

Coleção de instrumentos científicos

A cidade de Haarlem, que fica a apenas 15 minutos de Amsterdã, indo de trem e a arquitetura original é muito bem preservada. Ela será devidamente explorada num outro post, mas já deixo duas dicas: já vá curtindo a cidade a partir da estação de trem que é um charme e você pode terminar o seu dia jantando num dos muitos bons restaurantes no centro. Jantei no italiano La Forca e foi um perfeito final de dia.

 

Serviço
Teylers Museum
Spaarne16
2011CH Haarlem
The Netherlands
T +31 (0)23-5319010
F +31 (0)23-5342004
E info@teylersmuseum.nl
W www.teylersmuseum.nl

Horário de abertura
3as a sábados de 10 às 17h
Domingos e feriados  de 12 às 17h
Fechado nas segundas, dia de Natal e Ano Novo.

Entrada
Adultos 7,00 euros
Grupos 5,00  euros (Mínimo de 10 pessoas)
Crianças (6  - 18 anos) 2,00 euros
Grátis para Crianças abaixo de  6 anos

Museumkaart grátis

Audio Tour Grátis

 

 

 

 

sugira um post envie para um amigo topo

Estátuas viram guias de turismo na Holanda

Por Bailandesa no dia 10/08/2009 às 16h35

Elas estão sempre lá, silenciosas, passivas, mas sempre presentes. Você nota da primeira vez, mas, com o passar dos dias, elas perdem a relevância para o seu olhar. As estátuas são atores mudos no palco das cidades e Utrecht, em especial, tem muitas, particularmente em bronze. 

Uma iniciativa da Stichting Coryfeeën, uma organização que tem como objetivo tornar a arte acessível e inspirar as pessoas, quer mudar essa história. Com o projeto Onbewogen Verhalen (Histórias imóveis), ela dá voz e contexto às estátuas de Utrecht. Assim, a pessoa não vai mais olhar para a estátua e perguntar: Quem é ou foi esse cara? Na verdade, as estátuas serão os guias pelas ruas do centro histórico da quarta cidade da Holanda.

align center

Vrijheisbeeld - Utrecht

Corinne Franzén-Heslenfeld

Funciona assim: A rota de 3 km pode ser coberta em cerca de uma hora e meia. No site, é possível fazer o download do mapa e dos arquivos em mp3, mas as histórias, por enquanto, estão disponíveis somente em holandês. Também os textos podem ser baixados em formato de pdf. Assim, com um Ipod ou qualquer outro mp3 player, a pessoa pode explorar a cidade, tendo as estátuas como guias imóves.  No VVV Utrecht, orgão de turismo, existe também a opção de alugar um mp3 player prontinho para uso. O preço é de 9,50 euros, menos 5 euros de caução. Junto como player, você recebe um mapa.

A idéia tem tudo pra fazer sucesso. Espero que em breve outras línguas sejam implementadas.

Serviço:
Mais informações: http://www.onbewogenverhalen.nl/ (em holandês)

VVV Utrecht
Domplein 9
3512 JC Utrecht
Telefoon: 0031 (0)900 128 87 32
E-mail: info@vvvutrecht.nl

 

sugira um post envie para um amigo topo

Gay Pride Amsterdam

Por Bailandesa no dia 03/08/2009 às 13h55

IMG_3238Se a terra é azul, neste sábado, 1o de agosto, Amsterdã era cor-de-rosa; aliás multicor. A capital holandesa, mais colorida do que nunca, homenageou a liberdade e a tolerância, no ponto mais alto da 14a edição da Gay Pride: o desfile de barco pelos canais. O evento contou com mais de 80 embarcações e um público recorde de 560.000 visitantes.

Celebridades, políticos, atletas e anônimos esbanjaram alegria, criatividade e autenticidade. O mais interessante é que o evento tem um todo um caráter oficial. O prefeito da cidade estava presente e, numa mensagem direta aos Estados Unidos, que ainda não reconhecem o casamento entre pessoas do mesmo sexo na maioria dos estados, oficializou a união de 5 casais gays formados por americanos e holandeses. O ato também marcou os 400 anos de chegada dos holandeses an América ( NY400).

Como aproveitar melhor o desfile

O desfile começa às 14:00h e para pegar um bom lugar, é melhor chegar cedo. Os melhores são na Prinsengracht, especialmente no westelijke canaal ring ( Anel Oeste). Se antecipe, traga sua câmera e se acomode numa das diversas e lindas pontes do canal. Mas a parada de barcos prossegue pelo centro histórico e vai até o rio Amstel. As ruas às margens do Amstel também são um ótimo ponto.

A melhor forma de chegar é a pé. Da Estação Central, você pode seguir até o Jordaan, bairro onde o desfile começa. Ao atravessar a rua, vindo da estação, evite a sempre conturbada Damrak e vire à direita, depois pegue a Spuistraat. Não tem erro. A festa na verdade, dura todo o final de semana e extrapola os canais de Amsterdã. Desde sexta-feira, diversas festas acontecem em bares, cafés e night clubs. Se você pretende vir a Amsterdã especialmente para o evento, as melhores fontes de informação são os sites: weareproud.nl e Progay.nl, responsável organização da festa.

Mas essa é uma festa para se apreciar com os olhos. Veja mais fotos aqui e confira. Quem sabe não se anima para o próximo ano!

Fotos: Ron Beenen

sugira um post envie para um amigo topo

Amsterdã. Dois hotéis e muita história.

Por Bailandesa no dia 31/03/2009 às 12h24

Até anteontem, estando na Holanda, você poderia visitar o quarto onde John Lennon e sua mulher, Yoko Ono, durante a sua lua de mel, fizeram um manifesto pela paz. O casal, durante sete dias, recebeu jornalistas de vários países e transformou o seu casamento e lua-de-mel em um movimento a favor da paz, em plena Guerra do Vietnam. O evento, chamado "Bed-in for Peace", aconteceu entre os dias 24 a 31 de 1969 e  para comemorar o aniversário de 40 anos do acontecimento, o Hotel Hilton abriu o quarto 702 à visitação pública.

 

John Lennon & Yoko Ono - Hilton Hotel

Fonte: Parool.nl

 

Parece que a mensagem "Give peace a chance" não foi exatamente seguida pelas autoridades e governos mundiais nos anos seguintes, mas o Hotel Hilton, que batizou a suite como John & Yoko honeymoon Suite", lucrou bastante com a história. Imagine que a diária da suíte custa 1.750 euros por noite e é bastante procurada para noite de núpcias.

Hilton Hotel Amsterdã

Fonte: debeterewereld.nl

O Hilton pode ser famoso devido à passagem dos ex-beatle pelo hotel, mas em termos de charme e história, não dá para comparar com o InterContinental Amstel Hotel, mais conhecido como Amstel Hotel. O majestoso prédio, projeto do arquiteto Cornelis Outshoorn, foi construído nos anos de 1866 e 1867. No entanto, o seu idealizador, o médico Samuel Sarphati, falecido em 26 de  abril de 1866, não viveu o suficiente para ver o seu "palácio no rio Amstel" acabado.

Durante os primeiros anos pode-se dizer que os negócios não iam bem, mas, a partir de 1870, com o estouro da Guerra Franco-Prussiana, o médico Johann Georg Mezger começou a atender os seus, na sua grande maioria, ricos e nobres pacientes no Hotel. Lá permaneceu por 18 anos, mas mesmo depois da sua saída, os ricos e nobres hóspedes continuaram a frequentar o hotel. Você pode ver no Health&Fitness Club uma placa em homenagem ao Dr. Mezger.

 

InterContinental Amstel Hotel

fonte: members.virtualtourist.com

O luxuoso interior não guarda muito dos anos passados, mas o hall de entrada, datado do século XIX, está inteiramente preservado. Originalmente o prédio tinha 111 quartos. Hoje, comta com 79 suites, com diversos estilos de acomodação. Os preços variam de 575 a 3250 euros por noite e, como todo hotel 5 estrelas de extremo luxo, tem todas facilidades esperadas. A localização também é privilegiada: próxima ao centro, longe das multidões e a com uma vista deslumbrante.

Sem dúvida, este é o hotel de preferência de políticos, celebridades e estrelas da música e cinema. Como dizem, os astros do rock cantam no Paradiso e dormem no Amstel. Mesmo que não possa se hospedar no Amstel, não deixe de passar e admirar a vista. Tenho certeza que, mesmo que você não soubesse da existência dele, ele estaria nas fotos da sua viagem. Na primeira vez que estive em Amsterdã - não, não fiquei no Amstel -  fiquei pertinho. A visão noturna daquele palácio pairando sobre as águas sempre me impressionava.

A Bailandesa também falou de dois outros interessantes hotéis aqui no Tabuleiro: o Hotel New York e o Euromast em Roterdã. Confira.

Até a próxima!

 

Serviço

InterContinental Amstel Amsterdam

Professor Tulpplein 1
1018 GX Amsterdam

website: http://www.amsterdam.intercontinental.com/

 

Hotel Hilton

Apollolaan 138
1077 Amsterdam, Amsterdam (Noord-Holland)
020 7106005

www.hilton.at

 

 

 

sugira um post envie para um amigo topo

O museu e as noites de Van Gogh

Por Bailandesa no dia 23/03/2009 às 13h31

Starry NightO Van Gogh Museum já é uma atração obrigatória para quem vem a Holanda. Agora, para quem estiver em Amsterdã até 7 de junho, será mais do que especial. Até esta data, acontece a exposição ” Van Gogh en de Kleuren van de Nacht”  (Van Gogh e as Cores da Noite).  Esta é a maior reunião de obras do pintor desde 2002 e uma  parceria com o MoMa, Museu de Arte Moderna de New York, que conta com a contribuição de outros museus como Kröller-Müller (outro must-go na Holanda), o d’Orsay de Paris e o Thyssen Bornemisa em Madri.


De sterrennacht (Noite estrelada), uma das obras mais famosas de Vincent, veio especialmente do MoMa NY para esta exposição e terá a companhia de  De aardappeleters” (Os Comedores de Batatas),  De Zaaier (O semeador) e outros trabalhos com as espetaculares cores de Van Gogh, inspirado pelos tons da noite e do anoitecer.

O Museu

Tudo começou em 1962, quando, sob a condição de que o acervo seria presevardo, reunido em um só lugar e aberto ao público, a família vendeu a coleção do artista ao governo holandês por um preço que simbólico de 15 milhões de florins. Em 1973, o prédio, de autoria do famoso arquiteto holandês Rietveld foi inaugurado. Posteriormente recebeu contribuições dos arquitetos Kisho Kurokawa e Martien van Goor.


Atualmente, 1,5 milhões de visitantes por ano visitam a vasta coleção de pinturas, desenhos, cartas, além de trabalhos de Gauguin e outros inspiradores e inspirados por Van Gogh. Sem sombra de dúvida, este é o museu mais visitado da Holanda e o único do país a ser auto-sustentável. A loja do Museu é uma atração à parte. Os turistas com os seus posters dentro das famosas embalagens azuis com o nome Van Gogh em amarelo já fazem parte do cenário da capital holandesa. Faça uma visita.

Dicas

  • Evite filas e multidões reservando o seu tickets online e indo no final da tarde, de 16:00 `as 18:00h.
  • Pegue o Audio Tour, a exposição ganha uma outra dimensão, quando entedemos melhor a história, a técnica e as razões do artista.
  • O Museumkaart é aceito no Van Gogh Museum, mas em exposições especiais, às vezes, valores extras são cobrados.


Como chegar:
Da Estação Central: Tram (bonde) 2, sentido Nieuw Sloten ou Tram 5, sentido Amstelveen Binnenhof. Saltar no ponto: Van Baerlestraat

Serviço:
Endereço: Museumplein, entre o Rijksmuseum e o Stedelijk Museum. A entrada fica na Paulus Potterstraat, 7.
website: http://www.vangoghmuseum.nl

Horário de funcionamento:
Museu: diariamente de 10-18 horas e sextas, até às 22h. Durante a exposição Van Gogh en de Kleuren van de nacht de 5a a sábado até às 22h.
Loja: diariamente até às 17:45h. Durante a exposição citada acima, de quinta a sábado, até às 21:45h.
Fechado em 01 de janeiro

Preço: adultos: € 12,50, 13 até 17 anos, € 2,50 e grátis até 12 anos.

O museu é acessível para pessoas com dificuldades de locomoção.

sugira um post envie para um amigo topo

Os Cafés de Amsterdã. Uma atração à parte

Por Bailandesa no dia 21/01/2009 às 20h12

Ir à Amsterdã e não visitar um Bruin Café seria o mesmo que ir à Londres e não ir a um pub ou não tomar um chopp num tradicional boteco no Rio de Janeiro. Apesar de não ser exatamente um programa turístico, faz parte da cultura local. E se você é do tipo do turista que gosta de conhecer os hábitos dos lugares onde visita, ao passar pela Holanda, tem que tomar uma "biertje" num típico café holandês.

't Smalle

Foto: bailandesa



São mais de 500 só em Amsterdã, então não vai ser por falta de opção. E o que faz de um café um Bruin Café? O nome vem dos móveis e paredes de madeira escura, favorecida por pouca iluminação e intensificada por anos e anos de nuvens de nicotina. Mas atenção, o fumo agora é proibido também em cafés. A atmosfera é aconchegante, ou como dizem os holandeses gezellig. Este é um lugar para pessoas tomarem um drink, um café e, mais do que nunca, conversar. Nos mais tradicionais, a pressa fica do lado de fora e você pode ler o seu livro, o jornal e relaxar, sem muita pressão para desocupar a mesa. Mas também não espere pressa no serviço da casa. Os garçons não são muitos e muitas vezes, para bebidas, você mesmo deve ir ao bar e fazer o seu pedido. Por isso, não se estresse, aproveite a sua "solidão" e curta o ambiente.

foto:dkimages

Em geral, são servidas refeições rápidas como saladas, sanduíches e sopas e até mesmos pratos, mas o mais encontrado nos cardápios são os petiscos fritos, prato de queijo e batatas-fritas. Ainda é possível tomar um café ou um chá acompanhado da torta do dia (gebak) - geralmente receitas tradicionais como a torta de maçã.  Agora, a estrela da casa é realmente a cerveja. A predominante é a pils (tirada do barril), das marcas Amstel e Heineken, mas isso não quer dizer que a cerveja em garrafa não é apreciada. Diferentes marcas e teores alcóolicos estão à sua espera. Ainda existem cafés que realmente primam pela variedade. O Kafé Belgie em Utrecht, por exemplo, tem mais de 200 tipos disponíveis.

Dois bons exemplos na capital holandesa são O 'T Smalle e o pequeno De Wetering. Próximo à Leidseplein, ele tem uma imensa e irresistível lareira no segundo piso. Perfeita para dias e noites de inverno.

Algumas dicas:
- A gorjeta não é obrigatória, mas muito comum e apreciada.
- Ao sentar no terraço (espero que no verão), o garçom vai lhe cobrar a cada pedido.
- Leve dinheiro em espécie. Cartão de crédito não é muito popular por aqui.

sugira um post envie para um amigo topo

Se essa rua fosse minha...

Por Bailandesa no dia 04/01/2009 às 16h33

O que dizer de uma rua que tem o melhor café de Amsterdam, as mais variadas lojas, diversos restaurantes e autênticos cafés e tudo isso emoldurado por canais e antigos sobrados holandeses? Só uma palavra: imperdível. A Utrechtsestraat começa na Rembrandtplein e, atravessando os românticos canais, termina na Frederiksplein. Lá você pode encontrar praticamente de tudo: roupas, sapatos, bolsas, delicatessen, restaurantes para todos os bolsos, além de ser um ótimo lugar para encontrar o presente que você não conseguiu achar em lugar nenhum. Não há como não se inspirar, especialmente se você passar na época de Natal, quando a iluminação dá um toque todo especial.

Utrechtsestraat - fonte: nlstreets.nl

 

Destaque para o De Koffiesalon, cujo espresso foi recentemente eleito o melhor de Amsterdã e tambem para a Concerto, tradicional e enorme loja de música que mantém o charme das lojas antigas e nada lembra às opressivas megastores.

 

Concerto - fonte: nlstreets.nl

Mas não se deixe distrair pela variedade e beleza das lojas, sempre que puder ou lembrar, observe as lindas e antigas casas acima dos estabelecimentos comerciais. Também, ao cruzar os canais, dê uma pausa para admirar o romântico cenário. Sempre vale lembrar: fique atento à bicicletas, melhor dizendo aos ciclistas, que estão em toda parte. Esta é uma rua bastante movimentada e para quem não está habituado ao intenso tráfego em duas rodas, pode ser bem irritante.

Como chegar: Da estação central, tome o Tram 4 (bonde) e salte na Rembrandtplein.

Concerto: Utrechstraat 52 - 60, tel: 020 - 6235228

De Koffiesalon: Utrechsestraat 130

 

sugira um post envie para um amigo topo

Os jardins secretos de Roterdã

Por Bailandesa no dia 16/12/2008 às 08h27

Schoonoord. Uma atração desconhecida até mesmo por muitos moradores de Roterdã.

Enquanto admirava a vista do Euromast, a torre com de 100 metros de altura em Roterdã, jamais imaginei que estava a alguns passos de um segredo muito bem guardado: O Schoonoord, um jardim cheio de beleza e sossego, plantado no coração do movimentado centro de Roterdã.

O Jardim tem mais de 300 anos e possui pouco de mais de 1 hectare. Fazia parte da propriedade da abastada família Mees e hoje é um oásis acessível a todos. Se você procurar bem, ainda pode pode encontrar o monumento ao chefe da família Mes. Mas a principal atração é mesmo a natureza e jardim é muito bem cuidado e planejado e permanece florido até o outono.Nada melhor do que depois da emoção do Euromast, descansar à sombra de árvores altas, admirando as traquilas águas do pequeno lago. E o melhor de tudo, como turista, visitando um atração que ainda é descohecida por muitos locais.

Crédito foto: Julius - Flickr


O Schoonoord está aberto de segunda à sexta, de 8:30 às 16:30h e aos sábados e domingos, de 11:0 às 16:30 h. Para chegar, basta pegar o tram (bonde) número 8. Se já estiver na vizinhança, procure a entrada do Schoonoord na Kievitslaan, vindo da Westzeedijk e da Parkkade.

Se você vai passar mais tempo na Holanda, Roterdã é uma cidade com muitas atrações e vale a pena uma visita. Confira aqui.

Endereço:

 Baden Powelllaan 2
3016 GJ ROTTERDAM
Tel:  31 10-4360308
Fax: 31 10-4362524

sugira um post envie para um amigo topo

À nove ruas do Paraíso

Por Bailandesa no dia 08/12/2008 às 14h14

De Negen straatjes, um reduto de estilo e boas compras em Amsterdã.

Já falei sobre algumas dicas de compras em Amsterdã aqui no blog: o Magna Plazza, para magnas compras e o mercado de rua Albert Cuyp, para compras mais populares. Hoje, falo da De Negen straatjes ou As Nove Pequenas Ruas. Uma área encrustrada no coração da cidade, num dos bairros charmosos da capital Holandesa, o Jordaan.

Jordaan - Amsterdã


Pode-se dizer que as nove ruas são um pequeno paraíso de compras. Um tabuleiro formado por pequenas ruas entrelaçadas pelos canais mais conhecidos e elegantes da cidade. São eles: Prinsengracht, Keisersgracht, Herengracht, Singel. Estes canais foram criados no século XVII, à medida que a cidade crescia e formam o Grachtengordel (cinturão de canais). Os nomes das nove ruas ainda lembram as atividades do passado, geralmente ligadas ao comércio de peles. Por exemplo: Berenstraat, rua dos ursos, Wolvenstraat, rua dos lobos. Mas hoje o que você encontra por lá é uma apanhado de lojas de design, galerias de arte, griffes de vanguarda, joalherias, antiquários, floristas, brechós e todo o tipo de estabelecimento onde o charme e exclusividade são as principais características. Sem falar nos mordernos e simpáticos cafés e sofisticados restaurantes, onde você pode dar aquela paradinha para descansar, apreciar um perfeito espresso, a vista e a arquitetura holandesa.

 

Mapa

Fonte: de9straatjes.nl


A área também é rica em atividades culturais, museus e também existem hotéis na área. Sem falar na proximidade da Casa de Anne Frank e todas as atrações do bairro Jordan.

Como chegar lá? A melhor e mais adequada maneira de conhecer Amsterdã é a pé. Da Estação Central, siga pela movimentada Damrak, até o Damplein, onde fica o Palácio Real e siga à esquerda do Palácio, pela Raadhuisstraat. Depois de deixar a multidão de turistas pra trás, é só seguir o fluxo dos canais e aproveitar o dia. 

 

sugira um post envie para um amigo topo

Museumnacht. Uma noite única em Amsterdã.

Por Bailandesa no dia 27/11/2008 às 07h49

Você já pensou em visitar um museu ou passear no Jardim Zoológico à noite? Na noite dos museus isso e muito mais é possível.


Novembro é muito lembrado pela chegada de Sinterklaas, o bispo São Nicolau que, um sábado depois da celebração de São Martin, chega num barco acompanhado por seus ajudantes, matendo a tradição e a alegria da criançada. Mas para mim, o melhor evento de novembro na Holanda, acontece no primeiro sábado do mês. É Museumnacht ou Noite dos Museus, quando praticamente todos os museus da cidade ficam abertos de 7 da noite à 2 da manhã. Tudo isso acompanhado de muitas outras atividades culturais. Muita música, dança e eventos gastrônomicos para celebrar a noite cultural mais esperada do ano.

Amsterdã à noite

Créditos: Márcio Nel Cimatti (www.ajanelalaranja.com)

Para você ter uma idéia da dimensão, mais de 40 museus participam do evento e cada um deles prepara atividades especiais. Leitura de poesias, workshops interativos e uma diversidade de atividades ligadas às mais variadas formas de arte. O Jardim Zoológico Artis, por exemplo, organiza tours noturnos e o Troppentheater abre uma pista de dança. Já o FOAM oferece coquetéis exclusivos. Depois das 2 da manhã, várias after parties se espalham por várias casas noturnas da cidade e tudo acaba em festa.

Num evento como esses, você pode esperar por filas, certo? Uma dica: ao comprar o seu ingresso, você recebe um mapa com todos os museus participantes. Planeje a sua rota antes e visite os mais procurados no momento em que a maioria dos visitantes está jantando. Você pode começar pelo museu mais longe do seu hotel e fazer o seu percurso de volta passando pelas várias possibilidades culturais que a capital holandesa oferece.

Sinanoga Portuguesa - Amsterdã

Créditos: Majesticmoose.net

Dois lugares que sempre concentram muita gente são Fundação Karl Appel e a Sinagoga Portuguesa. A primeira por ser pequena e a última por se tratar da única oportunidade de visitá-la durante o ano. O prédio, datado do século XVII, sobreviveu à 2a Guerra Mundial e o seu interior permanece intacto. Já que não possui energia elétrica, nesta noite em especial, a Sinagoga é iluminada por milhares de velas. O Rijksmusuem ou Museu Real sempre disputado, exibiu um dos highlights do evento, o crânio cravejado de diamantes do polêmico artista inglês Damien Hirst.


Num evento como esses, você pode esperar por filas, certo? Uma dica: ao comprar o seu ingresso, você recebe um mapa com todos os museus participantes. Planeje a sua rota antes e visite os mais procurados, no momento em que a maioria dos visitantes está jantando. O valor pago pelo evento dá acesso gratuito aos meios de transporte como ônibus, metrô e bondes de 18:00 às 6:00h, mas uma bicicleta pode ser de grande valia para a sua agilidade no percurso. Por que não alugar uma?

Mapa Museumnacht

Mapa Museumnacht

fonte: n8.nl

O ingresso, se comprado com antecedência, custa €17 . Além da entrada em mais de 40 museus de 19:00 às 2:00h, você tem acesso a mais de 200 atividades extras e desconto nas after parties que acontecem nos clubes e boates. Acesso gratuito aos meios de transporte e ainda uma entrada grátis em um museu da sua escolha para ser utilizado até dezembro de 2009. Mas atenção: na noite do evento, a entrada custa €20 e não pode ser comprada nos museus participantes, apenas nos escritórios da GWK (Estação central) ou na AUB TicketShop (Leidseplein).

No próximo ano, a Museumnacht acontece em 7 de novembro. Programe-se!

Mais informações: www.n8.nl (Por que n8? Noite em holandês é nacht e 8 é acht. N8 é uma abreviação.)

sugira um post envie para um amigo topo

Comida rápida e responsável em Amsterdã

Por Bailandesa no dia 17/11/2008 às 16h09

Inaugurada fast food consciente em Amsterdã.

Fast food carrega o estigma da culpa. Além de rápida, é uma comida recheada de pecados. Basta escolher: a gula, o excesso de calorias, os ingredientes não saudáveis a falta de qualidade e tantos outros.  Se isso não fosse suficiente, a chamada comida rápida ainda leva a fama de ser politicamente incorreta, sendo alvo constante de protestos.

A Holanda é um país onde frituras são a base dos snacks e lanches rápidos. Muitos deles fazem parte das refeições diárias de grande parte da população. Acontece que a tradição convive com a crecente preocupação com o meio-ambiente e o bem-estar dos animais. Seguindo a tendência eco e baseada no fato de que quase todo mundo gosta de uma fast food de vez em quando, há duas semanas nasceu a cafetaria consciente Natuurlijsksmullen (numa tradução grosseira, banquete natural). Cafetaria - lê-se com a silába tônica no segundo "a"-  equivale a uma lanchonete, um lugar onde se compra lanches e refeições rápidas como batatas-fritas e outras iguarias da culinária rápida batava.

Segundo a proprietária, cuja filha é vegetariana, os ingredientes são todos orgânicos e a carne utilizada vem de açougues biológicos. Também existe um extensa lista de opções para os vegetarianos como o croquete de verduras ou o vegaburger. As batatas-fritas são caseiras, cortadas no próprio estabelecimento e o sorvete é também orgânico, da marca Ben & Jerrys. Tudo isso regado à sucos, bebidas e vitaminais naturais e cafés com o selo de Fair Trade, é claro. A partir de 1.75 euros, você pode saciar a sua vontade de uma junk food sem culpa.

Mas não espere nada muito estiloso. As paredes de cor esverdeada e as pedras do piso que lembram madeira compõem um ambiente simples e despojado como toda cafetaria que se preza. No entanto, a localização não poderia ser mais apropriada: as redondezas do De Pijp. Esta é uma vizinhança que já foi um nicho hippie e hoje é pródiga em restaurantes conscientes como o Burgemeester, uma casa especializada em hamburguéres que só compra de fornecedores biológicos. Segundo eles, apenas pela qualidade da carne e pelo sabor, mas que também atende às necessidades do público engajado nas causas ambientais.

Agora já sabe onde se alimentar de maneira responsável e por um preço honesto em Amsterdã.




Serviço:
Jan van Galenstraat 78 - Amsterdã
Aberto de terça a sábado, de 12:00 às 22:00h e domingos de 14:00 às 22:00 h
Tel. 00 31 (0)20 779 0245.
http://www.natuurlijksmullen.nl

Imagem: natuurlijksmullen.nl

sugira um post envie para um amigo topo

Café Top 5

Por Bailandesa no dia 26/10/2008 às 09h21

assumi publicamente o meu vício por café. Como Marcelo D2, vivo em busca da perfeição. Enquanto ele procura a batida,  eu busco encontrar na Holanda o perfeito café  - mas especificamente o espresso ideal. Aquele que em sabor, apresentação, temperatura, consistência, satisfaz o meu mimado paladar e me faz recordar a experiência por dias. Foram poucos os que deixaram uma marca indelével na minha memória "degustativa".

Para a minha sorte, alguém resolveu dar uma ajuda à minha saga. O AD.nl, jornal holandês, fez o teste e parece que descobriu o Santo Graal em termos de café na Holanda.

Confira o Top 5 e saiba onde encontrar o melhor café de Amsterdã e em outras cidades batavas.

1o lugar: Doppio Espresso em Groningen. Nota 7,9. Pena que seja tão longe. Mas pensando bem, Groningen está na minha lista de cidades ainda por conhecer. Encontrei uma ótima razão.

2o lugar: De KoffieSalon em Amsterdã. Nota 7,8. Preciso ir à Amsterdã com urgência.

3o Lugar: Espressobar Coffeelovers em em Mastricht. Nota 7,5. Já fui, amei a cidade e mas do que nunca preciso voltar.

4o lugar: Cafe de Blonde Pater em Nijmegen. Nota 7,4. Olha outra cidade inédita na minha lista.

5o lugar: Thee en Koffiesalon de Eenhoorn em Kampem. Nota 7,4. Pra completar a auditoria do ranking, vou ter que checar a informação, certo?

Agora, qual seria o pior? Bom, pelo que li, quando o assunto for café, afastem-se correndo do Burger King na Willemsplein em Arnhem e do Kiosk na estação de trem em Zwolle.

 

sugira um post envie para um amigo topo

Um jeito próprio de pedalar

Por Bailandesa no dia 19/10/2008 às 14h49

Quando pisei na Holanda pela primeira vez, como todo turista, fiquei impressionada com a quantidade de bicicletas. As imagens dos estacionamentos, verdadeiros oceanos de magrelas foram alvos várias vezes das minhas amadoras lentes. Hoje, esse cenário não me impressiona mais tanto, mas as bicicletas continuam chamando a minha atenção. Só que o meu olhar hoje se detém mais à variedade de bicicletas e à criatividade na decoração das companheiras magricelas.

Num país onde existem 2,1 bicicletas por habitantes das quais 1 milhão são roubadas por ano, além de divertido, pode ser útil diferenciar a sua. Sempre olhava para aquele emaranhado de bicicletas estacionadas e imaginava como é que iria encontrar a minha. Além disso, com tantos dias cinzentos, um pouco de cor não vai fazer nenhum mal à cidade. Por isso, mais e mais, ao andar pelas ruas vejo colares de havaianas, bolsas, cestas, aros coloridos, luzes e tudo o que pode tornar a bike mais estilosa. É o estilo ultrapassando a fronteira da moda e sendo incorporado ao econômico, ecologicamente correto e saudável meio de transporte.

Existem lojas especializadas em bicicletas, mas tudo pode se tornar decoração e nesse ponto, as lojas de artigos baratos são uma ótima fonte de inspiração. Vejam alguns exemplos:

Bolsas que podem ser acopladas à traseira. Úteis e superfashion

Fonte: damesfietsen.nl

Colares de havaiana e flores, muitas flores.

 Fonte: zwitserlevengevoel.nl

 

Uma nova pintura

 

Fonte: zwatewaterkrant.nl

Uma capa para o selim. Até a polícia usa para lembrar os esquecidos de trancar a bike ou colocar anúncios de "Procura-se".

   

Fonte:damesfietsen.nl e nu.nl

Se planeja vir para a Holanda, depois de passar o susto com a quantidade, observe com mais cuidado as bicicletas e curta mais um dos aspectos do comportamento do povo desse minúsculo, mas intrigante país.

Até a próxima

sugira um post envie para um amigo topo

Uma caixa como tela

Por Bailandesa no dia 28/09/2008 às 16h25

 Amsterdã é famosa pela irreverência e diversidade. Isso se reflete também an forma de fazer arte.  No último Uitmarkt, evento que marca a abertura da temporada cultural da cidade, conheci uma forma bastante inovadora de promover a cidade e a arte: o Art-on-Box, uma maneira criativa de fazer literalmente a arte circular pelos quatro cantos e sete mares do planeta. Uma história de criatividade e empreendedorismo que vale à pena conhecer.

O porto de Amsterdã a fim de continuar crescendo, deseja atrair cada vez mais navios e empresas do setor logístico. Isso significa mais e mais containers saindo e entrando na capital holandesa. Numa criativa campanha, a administração do porto convidou 12 artistas que, durante quatro anos, pintarão 12 containers cada um, expressando os mais variados temas relacionados com a cidade.Os containers serão expostos em feiras, congressos e outros eventos e, eventualmente, entrarão no fluxo normal do porto e navegarão pelo mundo. Assim, divulgarão a imagem da cidade inovadora, moderna e com um mais um centro para o setor logístico internacional.

São imensas telas tridimensionais que carregarão além de produtos e mercadorias, imagens das porcelanas de Delft, traços das  obras de Rembrandt, o mundo submerso nas águas da cidade e tantos outros. Adorei a idéia e sem dúvida, é a cara de Amsterdã.

Rembrandt on a box

Fonte: art-on-box

Visite o site, conheça os artistas e veja vídeos e foto.

sugira um post envie para um amigo topo
arquivo
13/12/2009 a 19/12/2009 06/12/2009 a 12/12/2009 09/08/2009 a 15/08/2009 02/08/2009 a 08/08/2009 29/03/2009 a 04/04/2009 22/03/2009 a 28/03/2009 18/01/2009 a 24/01/2009 04/01/2009 a 10/01/2009 14/12/2008 a 20/12/2008 07/12/2008 a 13/12/2008 23/11/2008 a 29/11/2008 16/11/2008 a 22/11/2008 26/10/2008 a 01/11/2008 19/10/2008 a 25/10/2008 28/09/2008 a 04/10/2008 10/08/2008 a 16/08/2008 03/08/2008 a 09/08/2008 06/07/2008 a 12/07/2008 22/06/2008 a 28/06/2008 15/06/2008 a 21/06/2008 27/04/2008 a 03/05/2008 30/03/2008 a 05/04/2008 16/03/2008 a 22/03/2008 09/03/2008 a 15/03/2008 02/03/2008 a 08/03/2008 24/02/2008 a 01/03/2008 10/02/2008 a 16/02/2008 09/12/2007 a 15/12/2007 18/11/2007 a 24/11/2007 04/11/2007 a 10/11/2007 28/10/2007 a 03/11/2007 21/10/2007 a 27/10/2007 14/10/2007 a 20/10/2007 07/10/2007 a 13/10/2007 30/09/2007 a 06/10/2007 09/09/2007 a 15/09/2007 02/09/2007 a 08/09/2007 26/08/2007 a 01/09/2007 29/07/2007 a 04/08/2007 15/07/2007 a 21/07/2007 08/07/2007 a 14/07/2007 01/07/2007 a 07/07/2007 24/06/2007 a 30/06/2007 17/06/2007 a 23/06/2007 10/06/2007 a 16/06/2007 03/06/2007 a 09/06/2007 27/05/2007 a 02/06/2007 20/05/2007 a 26/05/2007 13/05/2007 a 19/05/2007 06/05/2007 a 12/05/2007 29/04/2007 a 05/05/2007 22/04/2007 a 28/04/2007 15/04/2007 a 21/04/2007 08/04/2007 a 14/04/2007 01/04/2007 a 07/04/2007 25/03/2007 a 31/03/2007 18/03/2007 a 24/03/2007 11/03/2007 a 17/03/2007 04/03/2007 a 10/03/2007 18/02/2007 a 24/02/2007 11/02/2007 a 17/02/2007 04/02/2007 a 10/02/2007 28/01/2007 a 03/02/2007 21/01/2007 a 27/01/2007 14/01/2007 a 20/01/2007 07/01/2007 a 13/01/2007 31/12/2006 a 06/01/2007
Definir como página Inicial
indique para um amigo
fale conosco
quem somos
rss o que é isso rss
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs